; charset=UTF-8" /> » 2011 » março

Archive for março 2011

Chega de silêncio! 47 anos do golpe militar

Hoje tem ato político lembrando os 47 anos do golpe militar, completados amanhã. dia 1° de abril de 1964 os militares tomaram o poder.

os crimes cometidos na ditadura militar continuam selados, escondidos.

o ato é em memória as milhares de pessoas torturadas, perseguidas, assassinadas, desaparecidas.
cabe lembrar que muitas foram as mulheres violentadas nas salas de tortura.

a denúncia quebra o silêncio e confronta a conformidade.

venha para o ato que acontecerá as 18h na esquina democrática!

página inicial

Fim de semana do pedal!

Hoje é dia de Massa Crítica!

….fazendo um mês do atropelamento…seguimos celebrando, reivindicando nosso espaço através da ação direta.

ocupando as ruas!

18:15h no largo Zumbi dos Palmares

Amanhã tem encontro entre Cíclicas e Pedalinas(SP)! Ambas as iniciativas são para incentivar as mulheres ao uso da bike! Algumas das Pedalinas estão na cidade para dar seu apoio a massa de hoje, aproveitamos a oportunidade para trocarmos experiências e pedalarmos juntas!

15h no chafariz da Redenção

página inicial

Poema Crítico

A massa é crítica
porque em outros a massa é falida

Alça de mira
na ótica distorcida de alguns

A situacão é crítica
quando a massa é transformada em mero objeto

Massa de manobra
quente no asfalto sua qualidade de sangue

Sem rosto e sem alma
que não requer cuidado, prudência afetiva ou calma

A lei do mais forte
vai inquirir até a morte

Atuar pela força, velocidade e pressa
sem dar valor à vida que se expressa

A massa é crítica quando
o ex-tado deixa de ser aquele que provê
para em troca fazer politica do amém

Lai-Co
Leike

Laikkko

Lai quê?

Burocracia da EPTC
argumentar pela democracia que tanto se diz mas na rua não se vê?

Planejar uma agenda política de sepultura
em vez de educação, respeito mútuo e cultura?

Viabilizar discussões acaloradas nos meios de comunicacão e na câmara dos vereadores –

Enquanto quem respira o gás despejado das câmaras
diariamente por toxinas no meio ambiente
é tarefa para nós que vivemos – os que matam não precisam disso.

Belo Monte, Monsanto, São francisco, Projeto do Estaleiro?
Esta é a única herança que a todxs pertence – Às margens:

Rio poluído do Guaíba,
Trangênica ordem e coloração do milênio
Usina nuclear e prepotência
Hidroelétrica destruicão sem clemência

A massa é crítica
e ali exatamente onde há crítica e movimento, reside o problema

Pois melhor seria: sem crítica e sem movimento
com RG, muito dinheiro no bol$o e documento

A liberdade de ir e vir
de se manifestar é um insulto

É questão somente problematizada
que não deve ser resolvida

Nesta lógica ao inverso
tudo vem antes da vida:

O trabalho, os ponteiros do relógio,
o Handy mais eficiente, o carro preto Golf VW mais potente

Ela vida vem depois —

É ela vida que tem que pedir desculpas por existir
é o ser que tem que se submeter, caso contrário
abre-se passagem a força opressora do ex-tado, da empresa, da máquina ou do capital privado:

Um estupro.

E no fim, é a existência que tem que se explicar –
porque pensa, questiona ou anda devagar.

Santixx

Bicicleta! Um Carro a Menos!

Foto tirada no protesto em repúdio à tentativa de homícidio, na última
terça-feira em Porto Alegre, que reuniu mais de 4000 pessoas.
página inicial

Bicicletada Continental – América do Sul por ruas para as pessoas

cada ciclista, cada rua, cada cidade, cada país… da América do Sul

devido ao atropelamento em massa na Massa Crítica acontecido na sexta feira passada, dia 25 de fevereiro está sendo convocada a bicicletada solidária continental, a acontecer em cada uma das cidades da américa do sul.

“Em algum momento do dia na sexta-feira 4 de março de 2011, montemos em nossa bicicleta, sós ou acompanhadxs, pensando e repensando nas imagens que vimos dessas bicicletas e seres humanos, ciclistas, colegas… voando pelos ares!

Imaginemos ser cada uma e cada um deles e dediquemos um desejo, uma palavra, um gesto ou uma ação com o objetivo de que rapidamente, o quanto antes, voltem a ser ciclistas, em uma rua, em uma cidade, em um país… da nossa América do Sul.”

aqui em porto alegre nos encontraremos no mesmo horário e local da Massa Crítica: Largo Zumbi dos Palmares, 18h15, para começar a pedalar pelas 19h.

Pedale todos os dias celebre uma vez por mês!

página inicial

8 de Março – Manifesto das Mulheres Urbanas aos Poderes

ontem, nós as Mulheres Urbanas, fizemos uma caminhada pela cidade para manifestarmos nossa luta por ocasião do dia 8 de Março. no fim de nossa caminhada nos juntamos as Mulheres do Campo, que antes de chegarem a Porto Alegre, ocuparam a Braskem, protestando contra a monocultura de cana de açúcar. mulheres do campo e da cidade unidas na luta!

nós Urbanas, escolhemos este ano denunciar 4 poderes, que representam a opressão e a desigualdade que sofremos pela lei do capital e do patriarcado que se sustentam reciprocamente.

poderes: ESTADO, GOVERNO, “JUSTIÇA” e MÍDIA.

poderes estes que se cegam a todxs aquelxs que são consideradxs minorias. poderes que falam em direitos humanos, como a Justiça, mas que sabemos que defendem uma elite, permitindo que por exemplo as mulheres ainda recebam menores salários e que tenham trabalhos precários e desumanos. poderes que objetificam as mulheres, como a Mídia que explora a imagem da mulher, lucra com isso e dita padrões de beleza para nos escravizar. poderes que se utilzam do controle que detêm para manterem a dominação de unxs sobre outrxs caracerizando a hierarquia em que o Estado ocupa o grau mais elevado e alimenta a sociedade patriarcal. poderes que são negligentes com as necessidades de muitxs, incluindo as das mulheres que sofrem c0m as leis dos Governantes. leis que impedem a nós mulheres decidirmos sobre nossos próprios corpos, leis que não cumprem o papel da qual dizem fazer, e não proporcionam condições básicas para se viver. todos esses poderes colocam as mulheres em posição de vulnerabilidade, instigam a violência contra a mulher e a desigualdade de tratamento e de direitos.

8 de março – Menos Flores, Mais luta!

grupos que participaram:

ação anti sexista
cambada de teatro em ação direta levanta favela
casa de resistência cultural
comunidade autônoma utopia e luta
mulheres livres
resistência popular

algumas fotos aqui!

página inicial