; charset=UTF-8" /> » Divulgação

Archive for the ‘Divulgação’ Category.

Ações Feministas em POA – Mês de março mês de Luta!

Informando algumas ações feministas importantes feitas na cidade de Porto Alegre no mês de luta das mulheres!

///Pelo dia 8 de março, as Mulheres Libertárias em Luta (coletivo formado por mulheres vindas de diferentes grupos) *mais uma vez modificaram os nomes de ruas por nomes de algumas mulheres que foram perseguidas, assassinadas e torturadas pelo regime militar na América Latina, trazendo este ano a memória dos 50 anos do golpe militar que não esqueceremos e não perdoaremos.

20140331_233442

20140331_225351

20140331_222824

 

Claudia Silva Ferreira também foi lembrada na ação por ter sido vítima da brutalidade da polícia militar cada vez mais acentuada nas favelas, Claudia foi baleada e arrastada pela viatura policial por 250 metros e não sobreviveu, no dia 16 de março deste ano.

20140331_230534

 

 

Também houve colagem pelas ruas da cidade deste cartaz!

20140315_005836

Nossos corpos não estão em Jogo!

 

///Na noite de 28 de março um grupo de mulheres entrou no Bar Opinião e pixou todo o banheiro, esta foi uma ação em solidariedade à Vanessa Ventura que foi agredida por um segurança desta casa noturna escrota. Vanessa entrou no banheiro com um amigo, ao sair da cabine ela viu um segurança ali dentro. Ela achou que o segurança iria reclamar com ela de ter entrado com o seu amigo, porém o que se sucedeu foi que o segurança pôs a mão por baixo da saia dela, ela regiu e deu um tapa no segurança que segurou a cabeça dela e bateu contra a parede. Ela saiu do banheiro correndo e gritando por ajuda mas foi impedida por outros seguranças, em suas próprias palavras:

“Saí do banheiro apavorada, gritando pra todos o que aconteceu e, com os amigos que esperavam ali fora,tentamos ir atrás dele. Os seguranças, para nossa surpresa, começaram a nos barrar, acobertando o ocorrido, nos impedindo de alcançar o agressor e de nos comunicarmos com um responsável pela festa e/ou estabelecimento (para que fossem tomadas devidas providências)”.

Sendo assim em solidariedade e resposta o banheiro do bar ficou assim:

 

20140328_232331

20140328_232305

Na mesma noite rolou o escracho na frente da festa “Selva” que estava acontecendo no bar Caribe, O escracho rolou pois a divulgação da festa foi feita com cartazes misóginos e racistas. Leia a carta de denúncia.

Abaixo um dos cartazes de divulgação da festa com uma mulher branca pintada de preto para caracterizar uma mulher negra “selvagem”:

selva

 

 

Não Toleraremos! Seguiremos Denunciando!

Lugar de Mulher é na luta!

Machistas Não Passarão!

 

* ano passado algumas ruas de Porto Alegre também amanheceram com nomes de mulheres feministas, lutadoras, sobreviventes.
http://mulhereslibertariasemluta.blogspot.com.br/

Página Inicial

No Rest, Diatribe e Roots NR /// Hoje!

Cartaz-722x1024

A No Rest toca agora dia 31 de março!

E então seguimos como disse o Zé, na proximidade e na distância. E se passaram 25 anos… Engraçado ser esta a primeira vez que a gente fala nisso, acho que a gente nunca parou pra pensar no tempo e para comemorar o tempo. Isso não significa que não celebramos muitas coisas juntxs. Fizemos de diversas formas e cada gig não deixa de ser uma celebração, uma comemoração, um momento que sem entusiasmo não existiria. E sem xs amigxs e todas as pessoas que nos apoiam deste ou daquele jeito, não existiria.

O dia 31 marca os 50 anos do golpe militar. Nós nascemos na ditadura e sabemos ser importante manter a memória viva, lembrar a censura, xs desparecidxs, xs torturadxs, e os cruéis ataques aos movimentos sociais.  E neste dia escolhemos para também nos expressarmos tocando, gritando, sentindo, denunciando, celebrando a resistência, com revolta e com esperança.

Todxs lá! Dia 31 de Março no Signos Pub, começando às 21h em ponto! Tocam com a gente Diatribe de Santa Cruz do Sul e RootsNR aqui de PoA. O ingresso será R$12,00 e, como sempre, teremos banquinhas de materiais feministas, anarquistas, punx, patches, Lps e CDs!

http://norest.noblogs.org/

Página Inicial

Programação da 4ª FLAPOA – 15,16 e 17 Nov.

4ª Feira do Livro Anarquista de Porto Alegre//15,16 e 17 Nov.

***novo zine***

Novo zine, uma compilação de textos escritos nos ultimos meses….
disponível para ler e imprimir na seção de zines

Página Inicial

Autonomia no Transporte – 17.08.13

Hoje mais um sábado sobre autonomia no Espaço Deriva. Estará rolando um bate papo sobre autonomia no transporte.

Alguns assuntos a serem abordados:

– Alternativas de mobilidade

– Bicicleta : autonomia e independência; interação com a cidade e as pessoas; impacto no meio ambiente.

– Resistência Política

– Carrocentrismo

– Marginalização da bicicleta

– Bicicleta e divisão de classes

– A bicicleta como ferramenta feminista:

* Independência

* Segurança

* Capacitação

* Mulher no século XIX, utilizando a bicicleta,  saindo da esfera doméstica e privada para ir as ruas e deixar de ser o apêndice do homem. Luta das mulheres contestada pela sociedade onde eram também ridicularizadas por serem consideradas masculinizadas. Questionamento da feminilidade, das mulheres em grupos, da lesbianidade. Vestimenta desapropriada para mulheres, dificultando emancipação.

* Liberdade

* Auto- confiança

Hoje, 17 de agosto às 17h no espaço Deriva que fica na Ramiro Barcelos 1853. [POA]

Página Inicial

Feminismo Autônomo- Reflexões hoje, as 17h!

Hoje as 17h estará acontecendo o debate sobre autonomia no feminismo, fazendo parte do Ciclo da Autonomia no Espaço Deriva.

Algumas das questões que estarão sendo trazidas ao debate são:

-Perspectiva autonomista do feminismo em contraponto ao feminismo institucional.

-Feminismo e Anarquismo:

*como traçar objetivos comuns para ambas as lutas.
*Resistência às ideias feministas no meio anarquista.
*Discriminação e Violência em espaços libertários.

-Necessidade de espaços feministas exclusivos:  resistência que encontramos para nos organizarmos neste sentido e suas razões.

-Apropriação do feminismo por homens:  protagonismo de homens no feminismo e processos colonizadores.

-Feminismo Branco, classe medista, excludente e colonizador.

-Autonomia sobre nossos corpos: aborto e propriedade.

Além destes tópicos o debate é aberto a todos coletivos e individuas que quiserem trazer suas propostas para construirmos juntas esta parte do ciclo.

O Espaço Deriva fica na Rua Ramiro Barcelos 1853.

Página Inicial

Ciclo da Autonomia – Espaço Deriva

Todo sábado, a partir das 17h, convidamos coletivos e pessoas para debater alguns temas a partir de uma perspectiva autonomista, e este mês os temas serão: saúde, feminismo, transporte, tecnologias e alimentação. Em setembro, teremos oficinas sobre comunicação, economia, justiça e comunalismo.

Consideramos que a onda de manifestações dos últimos meses nos mostra que tem muita coisa interessante acontecendo ao mesmo tempo, muitos debates e gente querendo fazer coisas para tranformar a sociedade. No entanto, o fato de ser um movimento principalmente de rua tem feito muitas vezes com que as pessoas fiquem meio perdidas, sem saber o que fazer além das manifestações, e os processos continuam muito desarticulados. Enquanto autonomistas, nos preocupa ver que as pautas estão sempre marcadas por reivindicações aos governos, e a políticas públicas, e muito pouco aparece no debate a inquietação com a autonomia das ações – a possibilidade de “trabalhar” os temas mais além de estar sempre pedindo para o estado. Achamos que isso reflete bastante a maneira de fazer política que já acontece há bastante tempo entre os movimentos sociais, mas também que essa “estratégia” (se chega a ser uma) está bastante desgastada – e isso é visível na inquietação de várias pessoas com quem temos conversado, mesmo as que vem dessa trajetória. Basicamente, pensamos que tem muita energia circulando por aí, e gostaríamos de criar espaços para canalizar essa energia mais além do diálogo com o estado, que costuma acabar com frustrações, já que este dificilmente dá conta das demandas.

Então propomos fazer um ciclo de encontros entre pessoas e coletivos que queiram compartilhar suas inquietações nesse sentido, pensando as possibilidades – e dificuldades – de atuar autonomamente. Como autonomia estamos entendendo não só o fato de não pautar suas ações pelo estado – tanto em termos financeiros, quanto de agenda – (e poderíamos também incluir grandes instituições como partidos e organismos internacionais), mas também de buscar maneiras de organização autogeridas e de se pensar no entorno de maneira que – na falta de palavra melhor – chamaremos de sustentável. A ideia é que, a partir de temas, diferentes grupos que trabalham com aquilo possam contar as ideias que os movem, suas experiências e suas dificuldades, para assim pensarmos juntxs as possibilidade de atuar com autonomia.

Espaço Deriva
Ramiro Barcelos, 1853
www.deriva.com.br

Página Inicial

Exibição do filme Moolaadé – 18.jun

Moolaadé ( proteção mágica) é um filme  de  2004 dirigido por Ousmane Sembène. O filme trata sobre Mutilação Genital Feminina (MGF), uma prática comum em muitos países da África e Ásia. Um tipo de MGF envolve cortar e  fechar a vagina deixando uma abertura apenas para saída de urina e sangue. A mutilação não acaba na infância, pois no dia do casamento as mulheres sofrem nova cirurgia dolorosa, onde cortam o tecido costurado para possibilitar o coito. Os familiares dizem que este “selo” é a garantia de que suas filhas não façam sexo antes do casamento e protege a honra da família. Além da infibulação (nome dado a este tipo de mutilação), também é comum a prática da remoção do clitóris para impedir o prazer sexual. O filme tem uma postura firme contra estas práticas contando a história de uma mulher de uma vila em Burkina Faso, que usa moolaadé para proteger um grupo de meninas. Ela confronta xs moradorxs da vila que acreditam que a MGF é uma “purificação”.

Estaremos exibindo o filme às 19h nesta terça feira 18 de junho no Espaço Deriva, que fica na rua Ramiro Barcelos, 1853.

Apareça!

Página Inicial

Programa na Rádio Cordel Libertário- Anarc@feministas!!!

Nesta quinta, 18, a Rádio Cordel Libertário transmite Anarc@feministas! Esta é a segunda edição do programa Anarcopunk, Muito Além do Barulho, e nós estaremos participando juntamente com outras companheiras e coletiv@s!

Participe deste bate papo, onde estaremos compartilhando experiências, contando nossa própria história, contextualizando o Anarcofeminismo no Brasil, os problemas que enfrentamos como o machismo e a misoginia dentro e fora da cena, e as dificuldades que encontramos para construirmos espaços feministas, mesmo dentro do anarquismo e do punk.

Fortalecendo o Anarcofeminismo, nossa luta!

Acesse o programa no site radiocordel-libertario.blogspot.com.br  às 21:10h, quinta feira, 18 de abril.

Página Inicial