; charset=UTF-8" /> » oficinas

Posts tagged ‘oficinas’

Ciclo da Autonomia – Espaço Deriva

Todo sábado, a partir das 17h, convidamos coletivos e pessoas para debater alguns temas a partir de uma perspectiva autonomista, e este mês os temas serão: saúde, feminismo, transporte, tecnologias e alimentação. Em setembro, teremos oficinas sobre comunicação, economia, justiça e comunalismo.

Consideramos que a onda de manifestações dos últimos meses nos mostra que tem muita coisa interessante acontecendo ao mesmo tempo, muitos debates e gente querendo fazer coisas para tranformar a sociedade. No entanto, o fato de ser um movimento principalmente de rua tem feito muitas vezes com que as pessoas fiquem meio perdidas, sem saber o que fazer além das manifestações, e os processos continuam muito desarticulados. Enquanto autonomistas, nos preocupa ver que as pautas estão sempre marcadas por reivindicações aos governos, e a políticas públicas, e muito pouco aparece no debate a inquietação com a autonomia das ações – a possibilidade de “trabalhar” os temas mais além de estar sempre pedindo para o estado. Achamos que isso reflete bastante a maneira de fazer política que já acontece há bastante tempo entre os movimentos sociais, mas também que essa “estratégia” (se chega a ser uma) está bastante desgastada – e isso é visível na inquietação de várias pessoas com quem temos conversado, mesmo as que vem dessa trajetória. Basicamente, pensamos que tem muita energia circulando por aí, e gostaríamos de criar espaços para canalizar essa energia mais além do diálogo com o estado, que costuma acabar com frustrações, já que este dificilmente dá conta das demandas.

Então propomos fazer um ciclo de encontros entre pessoas e coletivos que queiram compartilhar suas inquietações nesse sentido, pensando as possibilidades – e dificuldades – de atuar autonomamente. Como autonomia estamos entendendo não só o fato de não pautar suas ações pelo estado – tanto em termos financeiros, quanto de agenda – (e poderíamos também incluir grandes instituições como partidos e organismos internacionais), mas também de buscar maneiras de organização autogeridas e de se pensar no entorno de maneira que – na falta de palavra melhor – chamaremos de sustentável. A ideia é que, a partir de temas, diferentes grupos que trabalham com aquilo possam contar as ideias que os movem, suas experiências e suas dificuldades, para assim pensarmos juntxs as possibilidade de atuar com autonomia.

Espaço Deriva
Ramiro Barcelos, 1853
www.deriva.com.br

Página Inicial